Seguidores

segunda-feira, 11 de julho de 2016

A.D. de COTEGIPE - BAHIA, EM FESTA

FESTA NA ASSEMBLEIA DE DEUS DE COTEGIPE - BENÇÃO PURA. FESTA DO CIRCULO DE ORAÇÃO. UMA MARAVILHA DOS CÉUS.


terça-feira, 14 de junho de 2016

A.D. de COTEGIPE NA EVANGELIZAÇÃO.

ESTA É A  EQUIPE DE BATALHA. UMA EQUIPE DE IRMAOS E IRMÃS DA ASSEMBLEIA DE DEUS DE COTEGIPE - BAHIA. PESSOAS QUE TEM AMOR PELAS ALMAS PERDIDAS. UM TRABALHO REALIZADO NOS LARES DA CIDADE. UMA BENÇÃO.

CLIK NA FOTO PARA AMPLIAR.




COSMOVISÃO MISSIONÁRIA - LIÇÃO 12 COM SUBSIDIOS


955002


Lições Bíblicas CPAD     -    Adultos

 2º Trimestre de 2016

Título: Maravilhosa Graça — O Evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos
Comentarista: José Gonçalves


Lição 12: Cosmovisão missionária
Data: 19 de Junho de 2016


TEXTO ÁUREO

“E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo houvera sido nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio” (Rm 15.20).


VERDADE PRÁTICA

Os crentes que foram alcançados pela graça e vivem pela fé, em Jesus Cristo, precisam ter uma visão missionária amorosa e abrangente.


LEITURA DIÁRIA

Segunda — Mt 28.19
Anunciar o Evangelho é uma ordenança de Jesus Cristo para a Igreja
 Terça — Mt 28.20
A Igreja tem como missão primordial educar e evangelizar
 Quarta — At 1.8
A Igreja deve alcançar os confins da Terra
 Quinta — Jo 3.16
O amor de Deus pela humanidade é incomensurável
 Sexta — Rm 10.14
Como as pessoas ouvirão o Evangelho se não há quem pregue?
 Sábado — Rm 10.15
Como os anunciadores pregarão se não forem enviados?


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Romanos 15.20-29.

20 — E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo houvera sido nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio;
21 — antes, como está escrito: Aqueles a quem não foi anunciado o verão, e os que não ouviram o entenderão.
22 — Pelo que também muitas vezes tenho sido impedido de ir ter convosco.
23 — Mas, agora, que não tenho mais demora nestes sítios, e tendo já há muitos anos grande desejo de ir ter convosco,
24 — quando partir para a Espanha, irei ter convosco; pois espero que, de passagem, vos verei e que para lá seja encaminhado por vós, depois de ter gozado um pouco da vossa companhia.
25 — Mas, agora, vou a Jerusalém para ministrar aos santos.
26 — Porque pareceu bem à Macedônia e à Acaia fazerem uma coleta para os pobres dentre os santos que estão em Jerusalém.
27 — Isto lhes pareceu bem, como devedores que são para com eles. Porque, se os gentios foram participantes dos seus bens espirituais, devem também ministrar-lhes os temporais.
28 — Assim que, concluído isto, e havendo-lhes consignado este fruto, de lá, passando por vós, irei à Espanha.
29 — E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo.


HINOS SUGERIDOS

65, 167 e 395 da Harpa Cristã.


OBJETIVO GERAL

Mostrar que os crentes que foram alcançados pela graça precisam ter visão missionária.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Compreender a necessidade de termos uma cosmovisão missionária;
II. Apontar a necessidade do planejamento missionário;
III. Relacionar as necessidades espirituais da obra missionária.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

A TOLERANCIA CRISTÃ - LIÇÃO 11 COM SUBSIDIOS


955002


Lições Bíblicas CPAD    -    Adultos

2º Trimestre de 2016
 Título: Maravilhosa Graça — O Evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos
Comentarista: José Gonçalves

Lição 11: A tolerância cristã
Data: 12 de Junho de 2016

TEXTO ÁUREO
 “Porque o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Rm 14.17).

VERDADE PRÁTICA
 Os crentes mais maduros não devem agir egoisticamente, mas precisam atuar como modelo para os mais fracos.

LEITURA DIÁRIA
 Segunda — Mc 12.33
Amar o próximo é melhor que qualquer sacrifício
 Terça — 1Co 13.7
O amor tudo sofre, tudo crê e tudo suporta
 Quarta — Rm 14.4
Aquele que ama não julga o seu irmão
 Quinta — Rm 14.10
Não desprezemos os nossos irmãos
 Sexta — Rm 14.12
Cada um dará conta de si mesmo perante Deus, o Criador
 Sábado — Rm 14.13
Deixemos de lado todo julgamento alheio

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Romanos 14.1-6.

1 — Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas.
2 — Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes.
3 — O que come não despreze o que não come; e o que não come não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu.
4 — Quem és tu que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai; mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.
5 — Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em seu próprio ânimo.
6 — Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. O que come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come para o Senhor não come e dá graças a Deus.

HINOS SUGERIDOS

79, 315 e 464 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL

Mostrar que o crente maduro precisa atuar como modelo para os mais fracos.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Saber que a igreja em Roma era uma igreja heterogênea;
II. Explicar que a igreja em Roma era tolerante com os mais fracos;
III. Compreender que assim como a igreja em Roma, a igreja atual precisa ser acolhedora.

sábado, 4 de junho de 2016

ASSEMBLEIA DE DEUS DE COTEGIPE - BAHIA

A EQUIPE DE BATALHA LEVANDO A MENSAGEM DE SALVAÇÃO NOS LARES DA CIDADE. IRMAOS E IRMÃS TRABALHANDO PARA JESUS.



quarta-feira, 13 de abril de 2016

ESBOÇOS BIBLICOS - ROMANOS

A redenção  
Rm 10.9
 1. Foi planejada antes da fundação do mundo (1Pe 1.19-20).
 2. Foi conquistada na cruz (1Co 6.20; At 20.28).
 3. É recebida através da fé (Rm 10.9; At 16.31).
 4. É manifestada na nossa vida diária (Tt 2.11-14).
 5. É admirada por anjos (1Pe 1.12).
 6. É celebrada no céu (Ap 5.9).


 Quatro perguntas importantes sobre missão  
Rm 10.14-15
 1. Como invocarão aquele em quem não creram?
 a. Precisam conhecer o Pai (Jo 3.16-17).
 b. Necessitam conhecer o Filho unigênito (Jo 1.14).
 c. Devem ser convencidos pelo Espírito Santo (Jo 16.7-13).
 d. Precisam ser atraídos pelo Salvador (Jo 12.32).

 2. Como crerão naquele de quem nada ouviram?
a. Deus mandou -nos anunciar a Cristo (Lc 4.18; 1Jo 1.3).
b. Ele ordenou -nos pregar (Mc 3.14; 2Tm 4.2).
c. É nossa tarefa testemunhar dele (At 1.8).

 3. Como ouvirão se não há quem pregue?
 a. Cada crente é um enviado (Jo 17.18; Is 52.7).
 b. A nós foi confiado o ministério da reconciliação (2Co 5.19-20).
c. Jesus ordenou -nos pregar o Evangelho (Mc 16.15).

 4. Como pregarão se não forem enviados?
 a. Quão formosos são os pés … (v. 15).
 b. Eles são chamados seus mensageiros (At 13.4).
 c. Eles seguem seus passos (Is 61.1; Ef 6.15).

segunda-feira, 11 de abril de 2016

JUSTIFICAÇÃO, SOMENTE PELA FÉ EM JESUS CRISTO - LIÇÃO 03 COM SUBSIDIOS


955002

SUBSIDIO ELABORADO PELO EVANGELISTA: NATALINO ALVES DOS ANJOS. PROFESSOR NA E.B.D e PESQUISADOR. MEMBRO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS MISSÃO - CAMPO DE GUIRATINGA - MATO GROSSO.

Lições Bíblicas CPAD  -  Adultos
 2º Trimestre de 2016

Título: Maravilhosa Graça — O Evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos
Comentarista: José Gonçalves
 Lição 3: Justificação, somente pela fé em Jesus Cristo
Data: 17 de Abril de 2016

TEXTO ÁUREO
 “E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus” (Rm 4.20).

VERDADE PRÁTICA
 A justificação dos pecados diante de Deus ocorre somente pela fé.

LEITURA DIÁRIA
 Segunda — Rm 4.2
Abraão foi justificado pela fé e não pelas obras da carne
 Terça — Rm 4.3
Abraão creu em Deus e por isso Ele o aceitou e justificou
 Quarta — Rm 4.6
Feliz é o homem a quem Deus imputa a sua justiça
 Quinta — Rm 4.7
Felizes são aqueles a quem o Senhor perdoa as iniquidades
 Sexta — Rm 4.9
A Palavra de Deus afirma que a fé foi imputada como justiça a Abraão
 Sábado — Rm 4.16
Salvação somente pela fé, mediante a graça divina

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
 Romanos 4.17-22.
 17 — (como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí), perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos e chama as coisas que não são como se já fossem.
18 — O qual, em esperança, creu contra a esperança que seria feito pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência.
19 — E não enfraqueceu na fé, nem atentou para o seu próprio corpo já amortecido (pois era já de quase cem anos), nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara.
20 — E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus;
21 — e estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.
22 — Pelo que isso lhe foi também imputado como justiça.

HINOS SUGERIDOS
 27, 156 e 464 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL
 Explicar que somos justificados diante de Deus somente pela fé e não pelas obras da carne.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Abalizar que a justificação manifestada em Jesus Cristo veio para salvar judeus e gentios;
II. Mostrar que Paulo procurou responder, de forma bíblica, as contestações que seus interlocutores faziam quanto à justificação;
III. Explicar como Paulo utilizou o exemplo de Abraão para tratar a respeito da justificação pela fé.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

ESBOÇOS BIBLICOS - MATEUS

A ceifa
M t 13.23
1 .0 tempo da ceifa lembra a fidelidade de Deus (Gn 8.22).
2. Ela testifica a grande bondade de Deus(SI 65.11,13).
3. É um tempo de luta e trabalho sério(Mt 9.37-38).
4. É um tempo de grande alegria (Is 9.3; SI 126.6)
5. É uma pregação séria para os perdidos(Jr 8.20).

Um bom trabalhador de Cristo se parece com:
M t 13.24
1. Um aprendiz (Lc 10.39; Dt 33.3).
2. Um bem armado guerreiro (Ef 6.10-18).
3. Um corredor, que se livra do seu peso(Hb 12.1).
4. Um semeador, que semeia boa semente(Mt 13.24).
5. Um embaixador, que prega a reconciliação(2Co 5.20).
6. Um pescador, que lança sua rede (Jo 21.6 .
7. Um servo dedicado ao seu trabalho(Rm 15.16).