Seguidores

quinta-feira, 26 de março de 2015

A IGREJA E A LEI DE DEUS - LIÇÃO 13 COM SUBSIDIOS



Lições Bíblicas CPAD   -    Adultos


1º Trimestre de 2015

Título: A Lei de Deus — Valores imutáveis para uma sociedade em constante mudança
Comentarista: Esequias Soares



Lição 13: A Igreja e a Lei de Deus
Data: 29 de Março de 2015

TEXTO ÁUREO

Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma! Antes, estabelecemos a lei” (Rm 3.31).

VERDADE PRÁTICA

O Senhor Jesus definiu de maneira clara a relação entre o Antigo e o Novo Testamento, entre a Lei e o Evangelho.

LEITURA DIÁRIA

Segunda — Ne 10.28,29
A lei de Deus é a mesma lei de Moisés, o servo do Senhor



Terça — Mc 7.9-13
O Senhor Jesus reconhecia a lei como a Palavra de Deus



Quarta — Lc 24.44
O Senhor Jesus é o centro e o cumprimento da lei e dos profetas



Quinta — Mt 23.23
Nem todos os mandamentos têm o mesmo peso para o nosso Deus



Sexta — Rm 10.4
A lei testemunhava de antemão a salvação em Cristo



Sábado — Jr 31.33
Cristo imprimiu a lei no mais profundo do coração humano

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Mateus 5.17-20; Romanos 7.7-12.

Mateus 5
17 — Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim ab-rogar, mas cumprir.
18 — Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei sem que tudo seja cumprido.
19 — Qualquer, pois, que violar um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no Reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no Reino dos céus.
20 — Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos céus.

Romanos 7
7 — Que diremos, pois? É a lei pecado? De modo nenhum! Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás.
8 — Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, despertou em mim toda a concupiscência: porquanto, sem a lei, estava morto o pecado.
9 — E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri;
10 — e o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte.
11 — Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou e, por ele, me matou.
12 — Assim, a lei é santa; e o mandamento, santo, justo e bom.

OBJETIVO GERAL

Ressaltar o fato de que Jesus definiu, de maneira clara, a relação entre o Antigo e o Novo Testamento, entre a Lei e o Evangelho.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Abaixo, os objetivos específicos referem-se aos que o professor deve atingir em cada tópico.
Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
·   I. Mostrar o que significa “cumprir a lei”.
·   II. Explicar que Jesus viveu a lei.
·   III. Ressaltar que a lei não pode ser revogada.
·   IV. Enfatizar que a lei e o Evangelho se completam.

segunda-feira, 23 de março de 2015

ASSEMBLEIA DE DEUS DE GUIRATINGA FIRME NO EVANGELISMO

GRAÇAS A DEUS REALIZAMOS MAIS UM ABENÇOADO CULTO DE EVANGELISMO E MISSÕES NESTE FINAL DE SEMANA. PARA A GLÓRIA DO NOME DO SENHOR JESUS, A IGREJA CONTINUA ANUNCIANDO A MENSAGEM DE SALVAÇÃO. 



quarta-feira, 18 de março de 2015

NÃO COBIÇARÁS - LIÇÃO 12 COM SUBSIDIOS



LIÇÕES  BIBLICAS DA CGADB   - ADULTOS - 1º TRIMESTRE 2015
Lição 12 - 22 de Março de 2015
Não Cobiçarás – lição 12

TEXTO ÁUREO
"De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste."
(At 20.33)

VERDADE PRÁTICA
A cobiça é a raiz da qual surge todo pecado contra o próximo, tanto em pensamento como na prática.

LEITURA DIÁRIA
Segunda – Gn 3.6
A queda do homem começou com a cobiça daquilo que não era seu.
Terça – Pv 6.25
A beleza é também uma porta para a entrada da cobiça
Quarta – Mt 5.28
A cobiça é um pecado que gera outros tipos de pecado
Quinta – Rm 7.7
O apóstolo Paulo mencionou a cobiça como fonte da concupiscência
Sexta – 1 Co 10.6
O cristão deve aprender a lição dos israelitas no deserto sobre a cobiça
Sábado – Tg 1.14,15
Ninguém é suficientemente forte para brincar com o pecado e sair ileso longe de mexericos

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Êxodo 20.17; 1 Reis 21.1-5,9,10,15,16

OBJETIVO GERAL
Apresentar a sutileza do último mandamento do Decálogo.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se aos que o professor deve atingir em cada tópico.
Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

   I.Tratar a abrangência e objetivo do último mandamento
  II.Mostrar o real significado da cobiça.
 III.Ressaltar as consequências nefastas da cobiça mediante o exemplo da vinha de Nabote.



INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Todo ser humano tem desejos e vontades, e não existe nenhum mal nisso. O que o décimo mandamento proíbe é a ambição, o desejo ardente de possuir ou conseguir a todo custo o que pertence ao próximo. Tomemos como exemplo o rei Acabe. Ele poderia ter a terra que desejasse, mas tomado pela cobiça, desejou o vinhedo do seu próximo e não mediu esforços para conseguir. Cometeu abuso de poder, mentiu, inventou um plano sórdido e fez com que um homem inocente perdesse a vida. A cobiça é o resultado da maldade humana.

domingo, 15 de março de 2015

EVANGELISMO NA ASSEMBLEIA DE DEUS DE GUIRATINGA

MAIS UM CULTO EVANGELISTICO ABENÇOADO FOI REALIZADO NESTE SÁBADO. A IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS DE GUIRATINGA CONTINUA FIRME NA PROPAGAÇÃO DO EVANGELHO.




terça-feira, 10 de março de 2015

NÃO DARÁS FALSO TESTEMUNHO - LIÇÃO 11 COM SUBSIDIOS



 Lições Bíblicas CPAD  -  Adultos  
1º Trimestre de 2015

Lição 11. 15 de Março de 2015
Não Darás Falso Testemunho

TEXTO ÁUREO
"Não admitirás falso rumor e não porás a tua mão com o ímpio, para seres testemunha falsa."
(Êx 23.1)

VERDADE PRÁTICA
O nono mandamento proíbe a  mentira, o mexerico e o testemunho falso contra o próximo tanto no dia  a dia como nos tribunais.

LEITURA DIÁRIA
Segunda – Lv 19.11,16
O mexerico está incluído no nono mandamento
Terça – Sl 109.2
O falso testemunho e a mentira são estilo de vida do ímpio
Quarta – Pv 6.16-19
A falsa testemunha está entre as sete coisas que Deus aborrece e abomina
Quinta – Mt 19.18
O Senhor Jesus ratificou o nono mandamento
Sexta – Rm 13.9
O apóstolo Paulo reafirma: pecado é dizer falso testemunho
Sábado – 2 Co 12.20
É dever do cristão permanecer longe de mexericos

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Êxodo 20.16; Deuteronômio 19.15-20

OBJETIVO GERAL
Apresentar o nono mandamento, ressaltando que Deus proíbe a mentira, o mexerico e o testemunho falso contra o próximo, tanto no dia a dia como nos tribunais.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se aos que o professor deve atingir em cada tópico.
Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos sub tópicos.


I .Tratar a abrangência e o objetivo do nono mandamento.
II. Mostrar o que a legislação mosaica diz a respeito do falso testemunho.
III. Ressaltar que o Deus verdadeiro deseja tão somente a verdade.
IV. Enfatizar o cuidado que devemos ter com relação à mentira


INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Na lição de hoje estudaremos a respeito do nono mandamento. Com este mandamento aprendemos que Deus se importa com o que sai da nossa boca. Por isso, precisamos ter cuidado. Deus é a Verdade e deseja que nossos relacionamentos sejam pautados na verdade. Atualmente, com o advento das redes sociais, um comentário maldoso e mentiroso pode trazer danos irreparáveis, devido ao número de pessoas que terão acesso a ele.  Algumas pessoas já cometeram suicído depois de terem sido vítimas de calúnia e difamação nas redes sociais. No Antigo Testamento, a lei determinava que aquele que cometeu tal delito, o falso testemunho, deveria pagar com a própria vida. A violação do nono mandamento é um atentado contra o próximo e contra o Criador. É um pecado grave na lei divina e um crime na lei dos homens, porém, muitos não se dão conta disso.

sexta-feira, 6 de março de 2015

SÃO JOÃO CAPITULO 11 - ESTUDO BIBLICO

ESTUDO BIBLICO

SÃO JOÃO CAPITULO 11
Jo.11.4 E Jesus, ouvindo isso, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.
11.4 ENFERMIDADE... PARA GLÓRIA DE DEUS. A enfermidade entre o povo de Deus nunca resultará na morte como estado final. A morte, por fim, será destruída pela ressurreição para a vida (vv. 25,26). A verdade conclusiva é que aqueles que crêem em Cristo nunca morrerão (v. 26).

Jo.11.5 Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro.
11.5 JESUS AMAVA A MARTA, E A SUA IRMÃ, E A LÁZARO. Aqui temos uma família que tinha uma dedicação genuína e forte a Jesus (v.2), que desfrutava de íntima comunhão com Ele (Lc 10.38-42), e que era especialmente amada por Ele (vv. 3-5). Apesar disso, Lázaro experimentou tristeza, aflição, enfermidade e morte. Hoje, essas aflições podem atingir os crentes fiéis a Deus; os seus escolhidos. As igrejas terão as Marias que perseveram em amorosa devoção ao Senhor; as Martas fiéis nas boas obras e os Lázaros que sofrem e morrem. Famílias desse tipo talvez exclamem: "Até quando te esquecerás de mim, Senhor?" (Sl 13.1; cf. Mt 27.46; Ap 6.10). Jesus declara que a demora dEle não é falta de amor, misericórdia, ou de compaixão e sim para a glória de Deus (v. 4) e do seu reino e para o sumo bem eterno dos que sofrem (vv. 15.23-26, 40-44)

segunda-feira, 2 de março de 2015

NÃO FURTARÁS - LIÇÃO 10 COM SUBSIDIOS



Lições Bíblicas CPAD   -    Adultos
 1º Trimestre de 2015

Título: A Lei de Deus — Valores imutáveis para uma sociedade em constante mudança
Comentarista: Esequias Soares

Lição 10: Não furtarás
Data: 8 de Março de 2015

TEXTO ÁUREO

Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade” (Ef 4.28).

VERDADE PRÁTICA

O oitavo mandamento diz respeito à proteção da propriedade e abrange grande número de modalidades de furto sobre os quais o cristão precisa vigiar para não cair nas ciladas do Diabo.

LEITURA DIÁRIA

Segunda - Êx 21.16
O oitavo mandamento diz respeito ao sequestrador



Terça - Lv 19.11-13
O dever de não atrasar intencionalmente o pagamento



Quarta - Dt 25.13-16
O dever de não usar de dois pesos e duas medidas



Quinta - Pv 28.24
Apropriação indébita é roubo, ainda que as coisas pertençam aos pais



Sexta - Mt 19.18
O Senhor Jesus reconheceu a autoridade do oitavo mandamento



Sábado - 1Co 6.10
Os roubadores não herdarão o Reino do Deus

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Êxodo 20.15; 22.1-9.

Êxodo 20
1 - Nãofurtarás.

Êxodo 22
1 - Se alguém furtar boi ou ovelha e o degolar ou vender, por um boi pagará cinco bois; e pela ovelha, quatro ovelhas.
2 - Se o ladrão for achado a minar, e for ferido, e morrer, o que o feriu não será culpado do sangue.
3 - Se o sol houver saído sobre ele, será culpado do sangue. O ladrão fará restituição total; e se não tiver com que pagar, será vendido por seu furto.
4 - Se o furto for achado vivo na sua mão, seja boi, ou jumento, ou ovelha, pagará o dobro.
5 - Se alguém fizer pastar o seu animal num campo ou numa vinha e o largar para comer no campo de outro, o melhor do seu próprio campo e o melhor da sua própria vinha restituirá.
6 - Se rebentar um fogo, e pegar aos espinhos, e abrasar a meda de trigo, ou a seara, ou o campo, aquele que acendeu o fogo pagará totalmente o queimado.
7 - Se alguém der prata ou objetos ao seu próximo a guardar, e isso for furtado da casa daquele homem, se o ladrão se achar, pagará o dobro.
8 - Se o ladrão não se achar, então, o dono da casa será levado diante dos juizes, a ver se não meteu a sua mão na fazenda do seu próximo.
9 - Sobre todo negócio de injustiça, sobre boi, sobre jumento, sobre gado miúdo, sobre veste, sobre toda coisa perdida, de que alguém disser que é sua, a causa de ambos virá perante os juizes; aquele a quem condenarem os juizes o pagará em dobro ao seu próximo.

OBJETIVO GERAL

Apresentar o oitavo mandamento, ressaltando que o furto ou a aquisição ilegítima de propriedades são abominação ao Senhor e prejudicam o próximo..

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Abaixo, os objetivos específicos referem-se aos que o professor deve atingir em cada tópico.
Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
·   I. Tratar a abrangência e o objetivo do oitavo mandamento.
·   II. Mostrar o que a legislação mosaica diz a respeito do furto.
·   III. Relacionar alguns danos que deveriam ser evitados, segundo a lei mosaica.
·   IV. Apresentar o trabalho como uma bênção de Deus.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR

sábado, 28 de fevereiro de 2015

COMENTÁRIO BÍBLICO - GENESIS CAPITULO 12

GENESIS CAPITULO 12

Gn 12:1 Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.
12.1 Ora o Senhor disse... Deus fala. Ele fez uma promessa a Abrão em Ur (Gn 11.31). Agora, em Génesis 12.1, quando o pai de Abrão estava morto e enterrado em Harã, Abrão foi chamado por Deus [para sair do meio de sua parentela e ir para o lugar que Ele lhe mostraria]. Abrão obedeceu, agindo em função dessas palavras do Senhor. Foram feitas três exigências a Abrão que demandaram grande obediência de Abrão e de Sarai. A terra representava a região onde ele cresceu e morava [os hábitos e costumes do seu povo]; a parentela, o seu clã [sua identidade familiar]; a casa de seu pai, os laços afetivos mais estreitos e sua responsabilidade de liderança, pois, após a morte de Terá, Abrão se tomou o líder do grupo familiar. Sendo assim, as ordens de Deus para este eram bastante difíceis, porque exigiam que Abrão deixasse sua terra, seu clã e sua família em um mundo onde tais coisas simplesmente não eram feitas dessa maneira.
Gn 12:2 E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.
12.2. Eu farei. O hebraico lê literalmente: “para que eu faça de você ... o abençoarei ... lhe farei um grande nome.” A estrutura pactual é evidente. Deus se obriga para com Abraão enquanto lhe designa uma tarefa. As ordens divinas são cumpridas na fé obediente de Abraão De fato, a promessa engendra a capacidade de assumi-la pela fé. bênção. Deus abençoa Abraão para que ele fosse portador de sua bênção. As intenções procriativas da bênção divina estão sempre dentro do contexto de lealdade à transformação espiritual das gerações futuras.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

NÃO ADULTERARÁS - LIÇÃO 9 COM SUBSIDIOS



Lições Bíblicas CPAD   -    Adultos
 1º Trimestre de 2015

Título: A Lei de Deus — Valores imutáveis para uma sociedade em constante mudança
Comentarista: Esequias Soares



Lição 9: Não adulterarás
Data: 1º de Março de 2015

TEXTO ÁUREO

Eu, porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela” (Mt 5.28).

VERDADE PRÁTICA

O sétimo mandamento diz respeito à pureza sexual e à proteção da sagrada instituição da família, assim como o mandamento anterior fala sobre a proteção à vida.

LEITURA DIÁRIA

Segunda - Gn 2.21-24
O casamento foi instituído por Deus antes da queda no Éden



Terça - Pv 6.32,33
O adultério destrói a reputação e deixa cicatrizes indeléveis



Quarta - Jr 29.20-23
O adultério é uma prática insana com consequências funestas



Quinta - Ml 2.14
Deus exige fidelidade entre marido e mulher



Sexta - Mt 19.4-6
O plano divino desde o princípio era monogâmico



Sábado - Mc 10.11,12
No NT, adultério é qualquer relação sexual extraconjugal

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Êxodo 20.14; Deuteronômio 22.22-30.

Êxodo 20
14 - Não adulterarás.

Deuteronômio 22
22 - Quando um homem for achado deitado com mulher casada com marido, então, ambos morrerão, o homem que se deitou com a mulher e a mulher; assim, tirarás o mal de Israel.
23 - Quando houver moça virgem, desposada com algum homem, e um homem a achar na cidade e se deitar com ela,
24 - então, trareis ambos à porta daquela cidade e os apedrejareis com pedras, até que morram; a moça, porquanto não gritou na cidade, e o homem, porquanto humilhou a mulher do seu próximo; assim, tirarás o mal do meio de ti.
25 - E, se algum homem, no campo, achar uma moça desposada, e o homem a forçar, e se deitar com ela, então, morrerá só o homem que se deitou com ela;
26 - porém à moça não farás nada; a moça não tem culpa de morte; porque, como o homem que se levanta contra o seu próximo e lhe tira a vida, assim é este negócio.
27 - Pois a achou no campo; a moça desposada gritou, e não houve quem a livrasse.
28 - Quando um homem achar uma moça virgem, que não for desposada, e pegar nela, e se deitar com ela, e forem apanhados,
29 - então, o homem que se deitou com ela dará ao pai da moça cinquenta siclos de prata; e, porquanto a humilhou, lhe será por mulher; não a poderá despedir em todos os seus dias.
30 - Nenhum homem tomará a mulher de seu pai, nem descobrirá a ourela de seu pai.

OBJETIVO GERAL

Apresentar o sétimo mandamento, ressaltando o intento de Deus em favor da família.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
·   I. Tratar a abrangência e o objetivo do sétimo mandamento.
·   II. Mostrar o real significado da infidelidade.
·   III. Relacionar alguns pecados sexuais segundo a lei divina.
·   IV. Analisar o ensino de Jesus acerca do sétimo mandamento.